Que tal ficar com a depilação em dia?

Depilador elétrico Philips Satinelle Satim Perfect

Resenha enviada por Vanessa Sial

Que tal ficar com a depilação em dia?

Caras leitoras,

Quando o assunto é depilação, devemos termos em ciência de que todo método tem pontos prós e contras. Afinal, os pelos possuem sua função biológica e remove-los é um ato imbuído de questões culturais e estéticas.

Neste artigo farei a avaliação do depilador elétrico Philips Satinelle Satim Perfect (modelo HP6576/10) que comprei há poucos dias.

Antes de me aventurar nessa experiência pesquisei em diversos fóruns e posts de clientes que haviam comprado o equipamento; não apenas esse modelo (que por sinal é o lançamento mais recente da Philips) mas todos os demais aparelhos elétricos. Além disso, liguei para o Serviço de Atendimento ao Consumidor do fabricante para obter maiores informações. Eu quis saber detalhes (vantagens e desvantagens) de cada modelo e sobre o Programa 90 dias de Satisfação (o que possibilita devolução e retorno do valor da compra).

O modelo HP6576/10 possui inovações significativas se comparados aos demais modelos Philips o fabricante oferece atualmente quatro modelos, sendo dois com pinças metálicas (HP 6609 com kit de cabeças e HP6400 que não possui acessórios) e dois com pinças de cerâmica HP6576 e HP6570, este possui menos acessórios que o modelo HP6576.

Para visualizar os modelos acesse o site da Philips:

Eis os diferenciais do modelo HP6576:

  • Maior conjunto de pinças. (cabeça extra larga que confere maior área a ser depilada por manuseio do aparelho);
  • Conjunto variado de acessórios (cabeça para levantamento dos pelos, cabeça massageadora, cabeça básica para usuárias experientes, pinça com luz, escova de limpeza, carregador e nécessaire);
  • Bateria com automação para 40 minutos (design anatômico que se ajusta aos contornos do corpo);
  • Sistema “opt-light” (ilumina a área a ser depilada e facilita a localização dos pelos).
  • Eu escolhi o modelo HP6576 por ser o mais moderno da linha de depiladores da Philips (por ter cabeça extra larga e pinças de cerâmica). Eu tenho alergia a materiais cromados, niqueados e até os chamado “aço cirúrgico”. Por isso não tive coragem de optar por modelos com pinças metálicas (são mais baratos). Outro fator determinante para mim foi os depoimentos de outras usuárias que deram de 4 a 5 estrelas em avaliações.

O custo do investimento é alto. Valor sugerido pelo fabricante no varejo é de R$ 399,00. Mas como o segredo para a melhor compra, é imprescindível pesquisar. Ao realizar pesquisa em sites confiáveis, encontrei o depilador por R$ 359,00 em 12x sem juros no cartão de crédito no site Magazine Luiza, loja que eu já havia feito compras e nunca tive problemas. Um detalhe importante: antes de fazer o pedido, também pesquisei em sites “farejadores” de ofertas. Usei o Bondfaro e o Buscapé. Neste último o mesmo produto na mesma loja estava pelo valor de R$ 349,54 com a mesma possibilidade de parcelamento. Sendo assim, temos uma diferença final de R$ 53,46! Acessei o link do Buscapé e realizei a compra do depilador acrescido do frete de R$ 10,54 para ser entregue em minha residência PR-interior). A compra foi feita no dia 25/04/2011 e a encomenda chegou no dia 27/04/2011 por E-Sedex (objetio postado de Valinhos SP-interior). Tive todo o acompanhamento do pedido por e-mail (pedido efetuado, compra aprovada e envio de código de rastreamento) e o produto chegou muito bem embalado com bolsinhas de ar e numa linda embalagem de presente.

Como usar o depilador elétrico?

Sobre o uso do equipamento: antes de mais nada, depilar em casa e sozinha requer muito tempo disponível, sossego e paciência. Se você precisa de um método rápido, o melhor é recorrer a cremes depilatórios ou lâmina. Ambos são indolores, mas possuem seus pontos negativos como reações alérgicas e a própria durabilidade da depilação.

Segui as instruções do manual que sugere um banho quente, esfoliação e secagem da pele para começar o procedimento. Levei duas horas para depilar pernas, parte posterior das coxas, barriga e axilas. Meus pelos estavam curtos mas com tamanho suficiente recomendado pelo fabricante que são de 05mm. O método anterior era de lâmina (vocês podem imaginar o pelo grosso e duro). O aparelho vem com carga de fábrica e fiz um teste para verificar seu funcionamento. Escolhi a cabeça que levanta os pelos/ação massageadora. Estiquei a pele e comecei o processo. Dói…dói…dói…. mas nada que uma mulher vaidosa não agüente! Na medida em que a pessoa vai usando o próprio corpo vai liberando substâncias químicas para suportar a dor. Em mim, senti mais nos tornozelos, parte posterior das penas e axilas (que foi o mais difícil). Teve horas que tive vontade de parar, mas ai eu pensava no valor da compra e seguia em frente.

Detalhes que ajudam. Fique totalmente sem roupa, em local bem iluminado, pois esse momento é só seu. Eu estava de roupão de banho e acabei passando no aparelho. Poderia até ter quebrado.

O resultado foi a total remoção dos pelos nas pernas e pés. No final eu usei a cabeça para usuárias experientes e velocidade II e já não estava sentido dor alguma.

Claro que ficou um pelinho aqui e outro ali. Para isso usei a pinça que integrante do kit. A minha virinha não removeu tudo porque os pelos estavam bem curtos. Será necessário outras sessões para remove-los As axilas foi o que eu achei mais difícil por fazer sozinha. Demorou muito mas obtive resultado satisfatório. Também foi necessário remover pelos residuais com pinça.

Que tal ficar com a depilação em dia?

Minha pele é extremamente sensível e toda vez que retiro os pelos pela raiz (seja com cera quente ou fria) ela fica com aspecto de pele de frango depenado. Sendo assim, não posso atribuir o problema ao aparelho. Dica importante para depilação: gelo! Eu tenho bolsas e blocos de gelo reciclável de vários tamanhos (marca Cliogel). Quando eu terminava uma área colocava o bloco para acalmar a pele. A depilação por aparelho elétrico também suja o ambiente (vassoura e pano úmido para limpar a bagunçinha). Durante o processo, removi a cabeça várias vezes e usei a escovinha que integrante do ki para remover os pelos do aparelho.

Por fim, depois de todo o tempo e ritual, fui tomar banho novamente. Tive o cuidado para não esfregar a pele e usei água morna (quase fria). Os cuidados que sempre faço no pós depilação é aplicar o dermocosmético (medicamento de tarja branca) do laboratório Theraskin chamado Amilia (é um talco líquido com ação calmante e anti-séptica. Minha pele sempre melhora após a aplicação e evita inflamações. Em minhas axilas sempre arde, mas se eu não passo é pior).

Notas parciais:

  • Designer: nota 10 (ele é lindo, inclusive a embalagem, parece uma joia)
  • Eficiência da depilação: nota 9,0 (isso porque eu sou muito exigente e nunca encontrei um método não-definitvo que mereça nota 10)
  • Ruído: nota 2,0. Alto, chega a ser chatinho. Se ele fosse silencioso seria uma maravilha.
  • Valor: nota 7,0 (o preço é alto e necessário usar por 12 meses e não ir a clínicas especializadas em depilação para compensar esse investimento).
  • Carregamento funcionou exatamente como o informado no manual e a durabilidade foi de 40 minutos em modo sem fio.
  • Acessórios: Nota 9,5 (todos úteis, mas frágeis. É fundamental ter todo o cuidado no manuseio para não quebrar). Detalhes: a nécessaire poderia ser melhor (haja vista o valor do produto. Penso que poderia ser de couro sintético. O material é parece-me ser uma microfibra.
  • Manutenção: 10 (fácil de limpar e de remover as cabeças)
  • Suporte ao consumidor: nota 8,0. Atendimento pelo 0800 foi excelente, bem como a possibilidade de devolução em depósito em conta bancária caso o consumidor fique insatisfeito. O recurso deve ocorrer entre 60 e no máximo 90 dias (a contar a data da emissão da nota fiscal).
  • O site da Philips poderia ser mais interativo, com vídeos explicativos sobre o uso correto do depilador. A campanha publicitária é linda de fato atrai a atenção das consumidoras (mas no meu caso a depilação não foi rápida como a informada na propaganda!)

Avaliação final:

Estou muitíssimo satisfeita. Fiquei depilada, a pena está lisinha, posso fazer o procedimento em casa ou em viagens pois o equipamento é bivolt. Tenho expectativas reais com relação ao método. Meus pelos sempre encravam (mesmo com esfoliação diária) e eu preciso fazer pausas com depilação pela raiz. Tenho pele ultra sensível e sei das minhas limitações. Nota 9,0.

129 comentários para “Que tal ficar com a depilação em dia?”

  1. Quer ver sua foto nos comentários? Clique aqui! (link abre em outra janela)

    Parabéns pela postagem, sempre fiz minha depilação manual rsrsrs
    http://retoquefashion.com/curso-de-maquiagem/

Obs: Quer colocar sua foto nos comentários? Descubra como aqui (link abre em outra janela).

Deixe um Comentário

Sorriso Sorrisão Piscadela Ri demais! Zoeira Sério?! Triste Vergonha Malvado Confuso Legal Raiva

Notifique-me de novos comentários via e-mail. Você também pode se inscrever sem comentar.