Para a mulher que gosta de se cuidar

Tudo sobre o Limão Siciliano!

Tudo sobre o Limão Siciliano!

Originário do Sul da Itália, o limão siciliano possui casca amarela e bem grossa, é alongado e concentra menos suco em comparação ao limão taiti. Porém, o que pouca gente sabe é que o taiti é, na verdade, uma lima ácida, enquanto o siciliano, sim, é um limão verdadeiro. Com um sabor mais suave, o limão siciliano é muito indicado para preparação de molhos e para dar sabor aos pratos, além de servir como base para perfumes e cosméticos.

O limão siciliano possui vitaminas e minerais, com destaque para a vitamina C. Contém muitos compostos vegetais, minerais e óleos essenciais. Essas frutas amarelas também têm muitos benefícios potenciais para a saúde.

Alguns Benefícios da Água com Limão Siciliano

Tudo sobre o Limão Siciliano!

Tomar água com limão siciliano é útil para estimular os movimentos intestinais. Na realidade, o sumo do limão siciliano aumenta a produção da bile no fígado e as vitaminas, juntamente com os sais minerais contidos nos limões sicilianos, ajudam a expelir as toxinas acumuladas no trato digestivo. As propriedades digestivas do limão siciliano contribuem para aliviar dores oriundas da azia e do inchaço do estômago. Rico em vitamina C, o limão siciliano mostra-se útil no combate e na prevenção da gripe. O seu alto conteúdo de potássio estimula a boa funcionalidade dos nervos e do cérebro e ajuda a abaixar a pressão sanguínea.

Estimulando a diurese, a bebida à base de água com limão ajuda o organismo a depurar as toxinas, garantindo saúde e eficiência ao aparelho urinário.

O ácido cítrico, combinado com as propriedades da vitamina C, contribui para reduzir os níveis de acidez do sangue. Por esse motivo, beber água com limão siciliano, regulamente, previne a condição de acidose no organismo.

A vitamina C e os antioxidantes contidos no limão siciliano ajudam a combater os danos causados pelos radicais livres e a formação das rugas. Além disso, refresca o hálito, previne a dor de dente e da gengiva.

Chá das Folhas do Limão Siciliano

Tudo sobre o Limão Siciliano!

O chá da folha do limão também possui muitos benefícios para o corpo e é uma bebida curinga para ajudar a melhorar a saúde em diversos aspectos.

O chá é feito a partir das folhas do limoeiro. Uma vez que elas também são tão nutritivas quanto o fruto e podem melhorar o funcionamento do corpo, estimulando o metabolismo, queima de gorduras, e até mesmo aumentando a imunidade, o que faz dele uma ótima bebida para tratar a gripe.

O chá possui propriedades que são antialérgicas, e anti-inflamatórias. Ou seja, que podem colaborar para acabar com diversos tipos de infecções, inclusive melhorar a condição do pulmão. Também pode ser utilizado para ajudar em casos de insônia e agitação, pois ele possui funções que são sedativas e assim ajudam a acalmar e a deixar o sono mais tranquilo. Ele também ajuda a diminuir tensões musculares, evitando espasmos e cãibras.

Algumas pessoas utilizam também o chá das folhas de limoeiro para ajudar na digestão, por isso consomem a bebida logo após o almoço, o que ajuda a evitar azia e queimação. Ele também pode ser utilizado para problemas respiratórios como bronquite, tosse seca, entre outros.

Receita de Chá de Folha de Limão – Como fazer

Ingredientes:

  • 15 g de folhas de limoeiro (árvore do limão siciliano);
  • ½ litro de água;

Modo de preparo: Colocar as folhas de limoeiro e a água dentro de uma panela. Levar ao fogo para ferver por alguns minutos. Então, esperar esfriar, coar e servir-se imediatamente. Tomar uma xícara por dia.

Óleo Essencial de Limão Siciliano

Tudo sobre o Limão Siciliano!

O óleo essencial de limão siciliano é extraído das cascas do fruto maduro. Possui aroma mais intenso e cítrico, típico da fruta fresca, caracterizando-se por sua coloração levemente amarelada.

Os principais componentes terapêuticos e nutricionais do óleo essencial são: Beta-criptoxantina, zeaxantina, vitamina C, luteína, potássio, ácido fólico, limoneno, cálcio, vitamina B, ferro, pectina (tipo de fibra), cobre, betacaroteno, pineno, terpineno e terpineol.

Além dos compostos orgânicos e os não-voláteis, a substância química limoneno constitui (entre 50% e 70%) a maior parte do óleo essencial de limão siciliano. Sobre a fruta da qual este óleo vem, está repleta de um potente perfil nutricional e possui baixo índice glicêmico. Também contém ácido cítrico, que é um conservante natural. Apesar de sua natureza ácida, têm um efeito alcalinizante no corpo.

Suas propriedades antioxidantes são fenomenais devido à sua composição única de flavonoides. Sabe-se que estes nutrientes oferecem propriedades anti-inflamatórias e combatem os radicais livres. Quando transformado em óleo essencial, gera benefícios à saúde e várias utilidades.

Benefícios do Óleo Essencial de Limão Siciliano

  • Melhora a imunidade: O óleo essencial de limão siciliano tem um alto teor de vitaminas. Isso o faz ser excelente para o sistema imune do corpo. Ele estimula os glóbulos brancos, aumentando sua capacidade para combater as enfermidades. Melhora a circulação em todo o corpo e é efetivo contra enfermidades infecciosas.
  • Bom para as vias respiratórias: Inalar, de modo simples e direto, o aroma do óleo essencial de limão ajuda a desobstruir as vias nasais e os seios paranasais, promovendo um bom fluxo de ar e uma respiração constante. A inalação do óleo também ajuda nas alergias respiratórias.
  • Melhora as condições estomacais como digestão e gases: O óleo essencial de limão siciliano regula a acidez estomacal, pois equilibra o nível de pH no estomago; é carminativo (reduz os gases intestinais) e funciona para sanar diversos problemas estomacais, incluindo indigestão e incômodo estomacal. Adicione 3 gotas de óleo essencial de limão siciliano à água para reduzir a acidez estomacal e a indigestão ácida.
  • Clareia a mente: O óleo essencial de limão siciliano ajuda a aumentar a concentração e o estado de alerta. Ao mesmo tempo que ele é regenerador ele também é calmante e, portanto, ajuda a eliminar o cansaço mental, o esgotamento, a ansiedade e a tensão nervosa. Pode refrescar a mente, estimulando pensamentos positivos e eliminando as sensações negativas.
  • Bom para pele e cabelos: O óleo essencial de limão siciliano é adstringente e desintoxicante. Dono de propriedades antissépticas, ajuda no tratamento de acne e transtornos cutâneos, sendo atuante até na redução de gordura na pele. É um potente refrescante para o couro cabeludo. Muitas pessoas usam o óleo essencial de limão siciliano para obter um cabelo forte, saudável e brilhante. Este óleo também pode ser usado para eliminar a caspa.
Tudo sobre o Limão Siciliano!

Como usar o óleo essencial de limão?

  • Inalação no difusor ou pingar algumas gotas em lenço de papel e respirar profundamente. Dessa maneira ajuda no aumento de concentração e foco, evita resfriados e gripes, rinite, sinusite, bronquite e problemas respiratórios, ajuda na insônia e melhora a saúde emocional.
  • Uso tópico para massagens. Nunca usar o óleo puro na pele, sempre diluído a um óleo carreador. Pode ser acrescendo algumas gotas no shampoo e limpador da pele.
  • Uso Interno. Pingue 3 gotas na água e faça a ingestão para desintoxicar o corpo , aumentar o sistema imunológico, desinflamar o corpo , reduzir inchaço, melhorar gases e auxiliar na digestão.

Obs: O óleo essencial de limão pode ser ingerido desde que o óleo seja puro e de boa procedência. O único que sei que pode ser ingerido é da marca doTERRA.

10 comentários para “Tudo sobre o Limão Siciliano!”

  1. Avatar de Fê

    Nossa que delícia, adoro o limão siciliano. Vou comprar o óleo essencial. Amei o post.

  2. Avatar de Heloisa

    Muito bom saber mais sobre esse limão. Tenho pé em casa e vou fazer chá com as folhas. Valeuuu

  3. Avatar de Carlinha

    Show, tenho o óleo de limão e uso no shampoo, maravilha.

  4. Avatar de Eliete

    Eu tenho o óleo essencial de limão é uma maravilha!

  5. Avatar de Tiago Andrasse

    Gostei da informação. E quais sao os benefícios do limao taiti?

  6. Avatar de Sônia

    Boa tarde!

    Interessante sempre vejo limão siciliano e nunca comprei só lembro mami gostava e o utilizava para lavar carnes! Limonada só o Thaiti! Sabendo agora vou comprar quando tiver Hortifruti e farei uso! Realmente novidade para mim! Gratidão! 👏👍💝

  7. Avatar de Tatiane

    Amo limao siciliano, agora vou utilizar as folhas 🍃.

  8. Avatar de Shomer Gadol

    Lamento discordar quanto à origem do Limão Siciliano.
    Em Portugal o Limão Siciliano é chamado apenas de Limão…
    Deve ter assumido o nome de Limão Siciliano no Brasil por ter sido trazido da Sicília (Itália)…
    História do Limão (Siciliano):
    O limão-siciliano foi trazido da Pérsia pelos árabes, disseminando-se na Europa. Há relatos de limoeiros cultivados em Génova em meados do século XV, bem como referências à sua existência nos Açores em 1494.
    Séculos mais tarde, em 1742, os limões foram utilizados pela marinha britânica para combater o escorbuto, mas apenas em 1928 se obteve a ciência sobre a substância que combatia tal doença, batizado ácido ascórbico ou vitamina C, a qual o limão proporciona em grande quantidade: o sumo do limão contém aproximadamente 500 miligramas de vitamina C e 50 gramas de ácido cítrico por litro. Atualmente, é uma das frutas mais conhecidas e utilizadas no mundo.
    Popularizou-se no Brasil durante a chamada gripe espanhola (epidemia gripal de 1918), quando atingiu preços elevados, chegando a ser comprada por de dez a vinte mil réis cada unidade.
    O limão-siciliano tem origem no Sudeste da Ásia, provavelmente no sul da China, ou Índia. Sua história é, por vezes, pouco clara.
    Não era uma fruta comum no mundo antigo grego e romano. Vários fatos indicam que uma fruta cítrica parecida com o limão era conhecida, mas não se sabe se era o limão ou a cidra, uma espécie vizinha e muito semelhante, e não existem evidências paleobotânicas. Os gregos utilizavam o limão ou a cidra para proteger as roupas das traças.
    As primeiras descrições claras do uso da fruta para fins terapêuticos remontam às obras de Teofrasto, aluno de Aristóteles, que é considerado o fundador da fitoterapia.
    Os helenos utilizavam o cultivo de limoeiros ou de cidreiras perto de oliveiras para preservá-las de ataques de parasitas. O limão pode ter sido retratado na arte romana: há representações de frutas cítricas em mosaicos romanos em Cartago e afrescos em Pompeia, que possuem uma semelhança impressionante com laranjas e limões.
    Diz-se que Nero era um consumidor regular desta fruta, pois assim tentava se prevenir de um possível envenenamento.
    O limão também foi muito utilizado no Mediterrâneo de maneira ornamental em jardins islâmicos.
    Os egípcios do século XIV conheciam o limão. Ao longo da costa mediterrânea do Egito, as pessoas bebiam “kashkab”, uma bebida feita de cevada fermentada, folhas de hortelã, arruda, pimenta preta e limão. A primeira referência do limão no Egito é nas crônicas do poeta e viajante persa Nácer Cosroes, que deixou um relato valioso da vida no Egito sob o mandato do califa fatimida Almostancir (1035-1094).
    O comércio de suco de limão foi bastante considerável em 1104. Sabe-se a partir de documentos em Geniza Cairo – registros da comunidade medieval judaica no Cairo a partir do século X até o século XIII – que as garrafas de suco de limão, “qatarmizat”, foram feitas com muito açúcar e era consumidas localmente e exportadas.
    No Ocidente, o limão tornou-se mais difundido no ano 1000, graças aos árabes que o levaram a fruta para a Sicília. A origem do nome vem do persa. Na Europa, havia o cultivo de limões-reais em Génova, em meados do século XV. Em 1494, apareceram limões em Açores, enquanto que, na América, o limão e outros cítricos foram levados pelos missionários espanhóis após a descoberta de Cristóvão Colombo.
    A fruta também foi introduzida nos países do norte europeu, através de viagens marítimas, pagando-se por eles com bens valiosos ou até mesmo ouro. Os frutos comprados eram revendidos a preços muito elevados nos países do norte: o limão foi considerado um produto de luxo, sendo usado principalmente como um ornamento e um medicamento.
    Posteriormente, os médicos tornaram-se conscientes de que a ingestão diária de suco de limão evitava surtos de escorbuto entre os marinheiros em longas viagens marítimas. Navios ingleses foram obrigados por lei a carregar bastante suco de limão para cada marinheiro.
    De 1940 a 1965, a produção do limão aumentou e os Estados Unidos tornaram-se um importante fornecedor de limões. Mais de 50 por cento da safra de limão dos Estados Unidos é transformada em suco e produtos. A casca, polpa e sementes são usadas para se fazer óleos, pectina, ou outros produtos.
    O limão também tem sido é usado externamente para acne, fungos (micose e pé de atleta).

  9. Avatar de Ananda Werneck

    A Doterra é produtora? Tem seus próprios plantios? Como controla suas matérias-primas?

  10. Avatar de Maria Monica Catani Krümmel

    gostaria de informações sobre como plantar limão siciliano e tambem porque suas folhas ficam amareladas e caem no outono ,devo fazer algo;desde ja grato Monica Krümmel.Obs adorei seu artigo sobre o limão

Obs: Quer colocar sua foto nos comentários? Descubra como aqui (link abre em outra janela).

Deixe um Comentário

Sorriso Sorrisão Piscadela Ri demais! Zoeira Sério?! Triste Vergonha Malvado Confuso Legal Raiva